CadaUmComSeuCadaUm

CadaUmComSeuCadaUm

Uma criança não é um vaso para ser preenchido, mas um fogo para ser aceso.

François Rabelais (1494 – 1553)

Um professor afeta a eternidade; é impossível dizer até onde vai sua influência.

Henry Adams (1838 – 1918)

O desejo de compor músicas para a garotada nasceu no início dos anos setenta, da leitura do Guia Prático – Estudo Folclórico Musical, de Heitor Villa-Lobos, livrinho encantado pelo mestre, uma caixinha de ferramentas. A possibilidade de realiza-lo veio no início dos oitenta a convite de uma grande gravadora. Eu teria de selecionar músicas brasileiras, destinadas a um projeto de disco infantil, e colocar letras em músicas estrangeiras, que a gravadora escolheria, para fechar o repertório. Convite aceito, selecionei e enviei algumas músicas do Guia Prático, algumas do repertório popular, que julguei adequadas, e antigas marchinhas de carnaval. A gravadora escolheu oito músicas estrangeiras para eu colocar as letras, escolheu as crianças, o arranjador, o produtor, gravou e lançou o primeiro LP da “Turma do Balão Mágico”. No disco, entraram as oito com as minhas letras, uma música do folclore americano, e quatro daquelas marchinhas, em versões pop.  As vendas ultrapassaram o número desejado, e um ano depois partimos para o segundo LP. Aí, já me achando o mágico do balão, sugeri que seria uma boa convidar para esse voo, além das crianças, até quem tinha mais idade, mas tinha felicidade no seu coração, e foi aquele sucesso. Líder nas paradas, a turma ganhou programa na TV, conquistou o país, o coração da garotada, e dos pais. Voamos, nas asas da imaginação, por mais cinco LPs e o balão apagou. A viagem foi ótima e ensejou outros convites. Agora, quase quarenta anos depois, sem compromissos de gravadora, mas comprometido com o panorama atual, pintou o desejo ambicioso de compor um repertório dirigido aos professores – àqueles que professam ou ensinam uma disciplina, uma ciência, uma técnica, uma arte – alma da educação. Sem ela a gente desanda. Para encarar o desafio convidei o cara certo: Pichu Borrelli, velho parceiro de jingles e trilhas publicitárias, músico completo. E aqui está o repertório – composto de músicas dedicadas a mestres do nosso ofício – esperando servir aos professores para despertar a alegria de conhecer e de conviver, cada um com seu cada um.

Edgard Poças